10 de janeiro de 2009

Hilda Hist - Rainha careca

Deixo em homenagem a amiga que quase foi neta, uma das maravilhas da Hilda Hist. De cabeleira farta de rígidas ombreiras de elegante beca Ula era casta Porque de passarinha Era careca. À noite alisava O monte lisinho Co'a lupa procurava Um tênue fiozinho Que há tempos avistara. Ó céus! Exclamava. Por que me fizeram Tão farta de cabelos Tão careca nos meios? E chorava. Um dia... Passou pelo reino Um biscate peludo Vendendo venenos. (Uma gota aguda Pode ser remédio Pra uma passarinha De rainha.) Convocado ao palácio Ula fez com que entrasse No seu quarto. Não tema, cavalheiro, Disse-lhe a rainha Quero apenas pentelhos Pra minha passarinha. Ó Senhora! O biscate exclamou. É pra agora! E arrancou do próprio peito Os pêlos E com saliva de ósculos Colou-os Concomitantemente penetrando-lhe os meios. UI! UI! UI! gemeu Ula De felicidade Cabeluda ou não Rainha ou prostituta Hei de ficar contigo A vida toda! Evidente que aos poucos Despregou-se o tufo todo. Mas isso o que importa? Feliz, mui contentinha A Rainha Ula já não chora. Moral da estória: Se o problema é relevante, apela pro primeiro passante.

2 comentários:

{rianah}·····Lestat disse...

ui ui ui!!!
e agora é exigência que a passarinha seja careca!!!

beijos e obrigada, querida amiga!!!

{Amar Yasmine}_DEXPEX disse...

ninAmada!

Adorei o texto. Ganhei da minha filha "As 100 Melhores Histórias Eróticas da Literatura Universal", no livro tem muitos textos deste estilo. É muito interessante.

ninAmada, não tenho te dado a atenção que mereces, me perdoa, minha amiga querida, mas está ficando cada dia mais difícil ficar na net. No orkut quase nem entro mais. Enfim, o mundo virtual tem me deixado meio cansada. Mesmo assim, tenho amigos maravilhosos, e entre eles vc, dos quais sinto muita falta.

Eu te adoro, moça linda do sul!
Besos de mel!!